Medicina do trabalho: você está cumprindo as regras?

Medicina do trabalho: você está cumprindo as regras?
3 anos atrás

Para fazer jus às normas gerais previstas pela CLT, toda empresa deve atender às Normas de Segurança e Medicina do Trabalho, como também, ensinar os empregados a tomarem todas as medidas necessárias para prevenir acidentes ou doenças ocupacionais. Por outro lado, os empregados devem observar se as normas estão sendo cumpridas e colaborar com o uso de equipamento de proteção individual, seguindo todas as instruções dadas pela empresa.

De acordo com a Norma Regulamentadora – NR 4 que trata dos serviços especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho,

as empresas privadas e públicas, os órgãos públicos da administração direta e indireta e dos poderes Legislativo e Judiciário, que possuam empregados regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho – CLT, manterão, obrigatoriamente, Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho, com a finalidade de promover a saúde e proteger a integridade do trabalhador no local de trabalho.

Dessa maneira, todas as empresas, quer públicas, quer privadas, que possuírem trabalhadores sob o regime da CLT, devem observar as normas regulamentadoras (NR) – especialmente a acima transcrita – relacionadas à segurança e medicina do trabalho, a fim de que elas sejam cumpridas.

Em decorrência do fator que posiciona as normas da CLT como regulamentadoras das relações individuais ou coletivas do trabalho, ao envolver problemas como identificação profissional, salário mínimo, férias, proteção à mulher, licença maternidade, previdência social, sindicatos e segurança do trabalho. Tais normas devem ser seguidas obrigatoriamente por qualquer empresa que possua empregados os quais são regidos pela CLT.

Estatísticas mostram como cresceu o número de acidentes de trabalho no Brasil. Assim como no mundo inteiro, a maior causa de acidentes fatais é com quedas de trabalhadores, principalmente na construção civil. Assim como quedas de material sobre os trabalhadores, que podem causar lesões graves.

Em seguida são os choques elétricos e por último os soterramentos. Por isso a importância das empresas cumprirem a legislação e criar uma cultura onde existe a real preocupação com a segurança no trabalho, instruindo os colaboradores sobre a importância de utilizar os EPI’s e se atentar aos riscos das atividades críticas executadas. É fato que a prevenção e a informação são a melhor arma para que não exista esse tipo de estatística.

Garantir boas condições de trabalho a todos os trabalhadores, cumprir a legislação em vigor, formar bem os funcionários e colocar sempre à disposição de cada um equipamentos e meios necessários para que possam desempenhar as funções de forma segura, é certamente o que todos os empregadores devem fazer, com a finalidade de garantir boas condições de trabalho a todos os seus funcionários.

5 dicas para saber se você está cumprindo as regras

  • permitir que representantes dos trabalhadores acompanhem a fiscalização dos preceitos legais e regulamentares sobre segurança e medicina do trabalho
  • sempre fazer treinamento de segurança
  • permissão de participação dos trabalhadores nas decisões de segurança do trabalho
  • entregar e orientar os colaboradores sobre a utilização dos EPI’s.
  • realizar anualmente, ou conforme rege o PCMSO, os exames médicos periódicos.